Fenômeno raro é visto no céu durante uma hora e meia

Conjunção da Lua crescente, Júpiter e Vênus só ocorrerá novamente em 2052

02 de dezembro de 2008 | 01h50

Foto: Paulo Pinto/AE   No início da noite de segunda-feira, foi possível ver a conjunção Lua crescente, Júpiter e Vênus. O fenômeno, que ocorrerá novamente em 2052, durou cerca de uma hora e meia em Brasília (DF). Acima, a Lua; abaixo e à esquerda, Vênus, e abaixo, mas à direita, Júpiter, que, juntos, formaram um triângulo.   Depois da Lua e do Sol, Vênus e Júpiter são os astros de maior brilho no sistema solar. Júpiter é o maior planeta, distante cerca de 870 milhões de km da Terra, por isso aparece menor que Vênus, mais próximo do globo terrestre.   Colaborou Ricardo Valota, do estadao.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.