FHC não apóiará redução da área de preservação da Amazônia

O presidente Fernando Henrique Cardoso assegurou, hoje, à representante de uma organização não-governamental (ONG), que o governo não dará seu apoio, no Congresso, à redução da área de preservação ambiental na Amazônia Legal, dos atuais 80% para 30%. Ao deixar o Palácio do Itamaraty, após participar da abertura de reunião da Comissão Internacional para a Preparação da Participação do Brasil na Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, Fernando Henrique foi questionado se o governo apoiaria uma proposta de emenda constitucional (PEC) de autoria do senador Mozarildo Cavalcante (PFL-RR), prevendo a redução da área de preservação ambiental. O presidente disse à representante que não se preocupasse porque, para aprovação de uma PEC, são necessários pelo menos 308 votos e que o governo não vai apoiar a proposta. Segundo ele, sem o apoio do governo, "nada é aprovado no Congresso, a não ser quando se trata de ampliar os poderes do próprio Congresso".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.