Finep tem R$ 22,6 milhões para pesquisa de doenças

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), instituição de fomento à pesquisa ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), quer montar um consórcio para estudar doenças cardiovasculares e diabetes melito no Brasil. Para essa ação serão liberados R$ 22,6 milhões.A chamada pública marca como prazo final para envio de propostas o dia 14 de dezembro. O consórcio que conduzirá o projeto será constituído por meio de cinco centros de pesquisa.As instituições, informa o edital, deverão representar pelo menos três regiões diferentes do País e pelo menos um dos participantes terá que ser do Centro-Oeste, do Nordeste ou do Norte.A primeira fase da seleção servirá para formar o consórcio. Na segunda etapa, os centros de pesquisa selecionados deverão enviar os projetos para pleitear o apoio financeiro.Segundo a Finep, os recursos usados para o diagnóstico serão provenientes do Fundo Nacional de Saúde (FNS) e do Fundo Setorial de Saúde. Instituições executoras, co-executoras e outras, inclusive de caráter privado, também poderão aportar recursos financeiros no projeto.

Agencia Estado,

19 de outubro de 2005 | 10h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.