Fiscalização detecta pouca soja transgênica no País

Desde o fim de 2003, técnicos do Ministério da Agricultura fiscalizaram 806 municípios e 5.177 estabelecimentos para verificar se havia produção ou comercialização de soja geneticamente modificada. Foram coletadas 7.374 amostras em 14 Estados produtores de soja, das quais 296 apresentaram resultado positivo para transgenia em exames de laboratório, segundo dados divulgados pela pasta.Em apenas 88 desses casos os produtores haviam assinado o Termo de Compromisso e Ajustamento de Conduta (TAC), previsto pela Lei n.º 10.814 de 2003. Outros 117 produtores plantaram soja transgênica sem assinar o termo.Nesse período, a Secretaria de Apoio Rural e Cooperativismo do ministério autuou 62 produtores, indústrias, armazenadoras e transportadoras de soja. Foram instaurados processos administrativos, que estão em fase de tramitação e julgamento, para apurar as responsabilidades pelas irregularidades.Nos 14 Estados, 83.558 produtores assinaram o TAC - 81.602 deles no Rio Grande do Sul. Nas unidades esmagadoras de soja, a secretaria realizou 161 fiscalizações, com a coleta de 161 amostras nos Estados produtores para verificar a possível presença de soja geneticamente modificada.O ministério informou ainda que inspecionou a rotulagem do farelo de soja comercializado em todas as unidades esmagadoras nos 14 Estados. Nesse período também foram coletadas amostras de grãos de soja in natura (94), extrato de soja (9), proteína de soja (5), farinha de soja (3), fibra de soja (3) e soja partida (1).Enviadas aos laboratórios, as amostras não acusaram a presença de transgênicos.

Agencia Estado,

28 de julho de 2004 | 13h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.