Fogo consome 35% do parque de Ilha Grande

Um incêndio que começou na última quarta-feira e foi controlado somente na manhã de hoje consumiu aproximadamente 35% dos 78 mil hectares do Parque Nacional de Ilha Grande, na divisa entre Paraná e Mato Grosso do Sul. A Polícia Federal está apurando as causas do incêndio. Vários vestígios apontam para a possibilidade de o fogo ter sido provocado de forma intencional. O fogo atingiu principalmente a Ilha Grande, maior do arquipélago que possui cerca de 300 ilhas, e a Ilha Bandeirante, a segunda maior. De acordo com o pesquisador voluntário do parque, Kauê Cachuba de Abreu, já foram recebidas algumas denúncias de que caçadores estariam agindo nas áreas limítrofes do parque, para onde os animais de maior porte podem ter fugido. Em relação à fauna, as maiores perdas ficam por conta dos pequenos animais.A maior parte da área queimada é vegetação de várzea, que se regenera com mais rapidez. No entanto, em razão da extensão do fogo, muita mata ciliar foi destruída, o que levará mais tempo para regeneração. Este foi o maior incêndio no parque desde 1999.

Agencia Estado,

09 de setembro de 2002 | 17h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.