Fórum Rio+10 pede "esverdeamento" do Fórum Social Mundial

Os participantes do Fórum Preparatório Rio+10, reunidos até quarta-feira em Porto Alegre, divulgaram o manifesto "Um Mundo Sustentável é Possível", alertando sobre as conseqüências da exclusão social para a vida e a natureza.A reunião foi organizada pelo governo gaúcho e prefeitura de Porto Alegre em conjunto com o Fórum Brasileiros de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento e a Assembléia Permanente de Entidades em Defesa do Meio Ambiente do Rio Grande do Sul (Apedema) e é uma das preparatórias para a Conferência Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, que acontece em Johanesburgo, na África do Sul, de 26 de agosto a 4 de setembro próximos. O evento de Porto Alegre contou com cerca de mil participantes, representantes de movimentos sociais e ecológicos de 40 países, que agora apresentarão o manifesto no Fórum Social Mundial 2002, iniciado hoje, também em Porto Alegre.A expectativa é incorporar a questão da sustentabilidade ambiental aos debates sociais e econômicos. Diz o texto do manifesto, que "as estratégias ambientais são indissociáveis da luta contra as enormes desigualdades e injustiças na relação entre países, seres humanos e regiões do planeta". O documento rejeita especificamente o patenteamento e apropriação privada da vida; os modelos de urbanização e industrialização, por concentrarem riqueza e acarretarem em degradação social e ambiental e a postura dos Estados Unidos em relação às mudanças climáticas, contrária ao Protocolo de Kyoto.Para o secretário estadual de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul, Claudio Langone, os temas ambientais não tiveram o devido espaço no primeiro Fórum Social Mundial, no ano passado e, por isso, ele sugere um "esverdeamento" do evento presente.O manifesto também foi entregue ao diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) na América Latina e Caribe, Ricardo Sanchez, como contribuição aos debates que precedem a Rio+10.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2002 | 15h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.