Fósseis reforçam tese da origem asiática do homem

Com base na análise de fósseis de três espécies de primatas que viveram há cerca de 30 milhões de anos, um estudo que acaba de ser divulgado lança uma dúvida geográfica sobre a origem do homem.Historicamente, a maior parte das informações existentes sobre a evolução dos grandes primatas, como macacos, gorilas e o homem, era derivada de exemplares fósseis encontrados na África.Mas um estudo que está sendo publicado esta semana, no site e posteriormente na versão impressa dos Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), indica a Ásia como o berço da humanidade.A nova pesquisa vem ao encontro de outras realizadas na última década, que tem apontado com ênfase cada vez maior o papel da Ásia nas origens antropóides.O estudo, conduzido por um grupo de cientistas de diversos países, liderado por Laurent Marivaux, do Laboratório de Paleontologia do Instituto das Ciências da Evolução, na França, foi efetuado a partir de amostras escavadas na região do Baloquistão, no Paquistão.Em um sítio do período Oligoceno, de 34 milhões a 23 milhões de anos atrás, os pesquisadores encontraram dezenas de fósseis de primatas. As amostras foram classificadas em duas famílias principais: Eosimiidae e Amphipithecidae.Segundo os cientistas, as famílias provavelmente percorreram regiões onde hoje se encontram China, Mianmar e Tailândia.Com base na análise filogenética dos fósseis, comparados com registros obtidos de achados anteriores, os autores classificaram as famílias encontradas como ?antropóides-tronco?. Segundo eles, os dados conseguidos apóiam a hipótese da origem asiática para o homem e outros grandes primatas.O artigo na PNAS tem o título Anthropoid primates from the Oligocene of Pakistan (Bugti Hills): Data on early anthropoid evolution and biogeography e seus autores são Laurent Marivaux, Pierre-Olivier Antoine, Syed Rafiqul Hassan Baqri, Mouloud Benammi, Yaowalak Chaimanee, Jean-Yves Crochet, Dario de Franceschi, Nayyer Iqbal, Jean-Jacques Jaeger, Grégoire Métais, Ghazala Roohi e Jean-Loup Welcomme.acesse:   www.pnas.org

Agencia Estado,

31 de maio de 2005 | 09h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.