Fraldas de bebês podem ser solução para solos áridos

Como acabar com a falta de água em solos desérticos de países em desenvolvimento? A resposta pode ser mais simples do que parece.Em artigo publicado no Journal of Perinatology, o dr. Dharmapuri Vidyasagar, responsável pela Divisão de Neonatologia da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, afirma que a tecnologia usada nas fraldas de bebês pode ser usada para reter a umidade do solo e ajudar a aumentar a produtividade agrícola.A experiência está sendo feita, com sucesso, no Irã, Senegal, Nigéria, Paquistão, Índia e China. As Ilhas do Sal e Fogo, no Cabo Verde, desenvolvem um projeto de reflorestamento e horticultura, com base no mesmo material.O revestimento das fraldas fabricadas atualmente é constituído por polímeros super absorventes (PSA) que permitem a rápida absorção dos líquidos mesmo em grandes quantidades. Os cientistas acreditam que os PSAs podem também reter a água dos solos mais áridos do planeta.O pesquisador de Illinois vai mais longe e diz que por meio do sistema é possível aumentar as colheitas, em média, entre 25 e 100 por cento, reduzindo as necessidades de água para a metade.Só que tem um problema para a adoção do método: 500 gramas de PSP custam cerca de US$ 2,00, preço bastante elevado para os agricultores menos afortunados.

Agencia Estado,

05 de dezembro de 2005 | 11h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.