França testa câmeras para detectar pessoas com febre

Um hospital de Paris vai testar câmeras infravermelhas para a detecção de pessoas com febre, para instalá-las nos aeroportos de Paris caso surja uma variante humana da gripe aviária, informou nesta sexta-feira o jornal Le Figaro.A eficácia das câmeras vai ser testada a partir de meados deste mês pelo serviço de emergência do Hospital Pitié-Salpêtrière. As filmadoras gravarão todas as pessoas que chegarem ao pronto-socorro do centro médico.Os que estiverem com febre e forem captados pelas câmeras aparecerão com uma espécie de áurea vermelha ao seu redor. Nesses casos, os médicos medirão a temperatura das pessoas suspeitas."Essas câmeras foram utilizadas pontualmente em certos aeroportos da Ásia, como em Hong Kong e em Cingapura, e em Toronto, no Canadá, durante a epidemia de Sars (Síndrome Respiratória Aguda Severa) em 2002", explicou Didier Houssin, diretor-geral da Direção Geral da Saúde (DGS) e representante interministerial para a gripe aviária.A experiência durará dois meses e meio. Calcula-se que as câmeras gravarão imagens de entre 2 mil e 3 mil pessoas que passarão pelo setor de emergência do hospital.Se a eficácia do método for comprovada pelo centro médico, as câmeras serão instaladas nas áreas de embarque e desembarque do aeroporto relativas a países de risco, o que ajudaria a detectar possíveis casos da variante humana da gripe aviária.   leia mais sobre gripe aviária

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.