Franciscanos terão que liberar arquivos de frades nos EUA

A liberação é condição de acordo em caso de abuso sexual mas alguns frades apelaram no tribunal

AP,

02 de abril de 2009 | 18h58

Um juiz de Los Angeles ordenou que os Franciscanos, uma ordem da Igreja Católica, liberem centenas de páginas de arquivos privados como parte de um julgamento por abuso sexual.

 

A ordem nesta quinta-feira, 2, pelo juiz Judge Peter D. Lichtman vem cerca de 3 anos depois de os Franciscanos acertarem um acordo de US$ 28 milhões com 25 vítimas em um caso de abuso sexual.

 

Lichtman ordenou que os frades liberem os documentos em 21 dias, mas a ordem provavelmente apelará.

 

A liberação dos arquivos é uma condição do acordo de 2006 mas alguns frades apelaram no tribunal, dizendo que isso violaria seu direito a privacidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.