Fumaça de cigarro reduz ´QI´ de crianças

Crianças expostas por muito tempo à fumaça do cigarro dos fumantes têm menor rendimento em testes de matemática, leitura e habilidades espaciais. O prejuízo destas crianças é equivalente à perda de dois a cinco pontos de QI, de acordo com o grau de exposição à fumaça.O estudo, feito pelo Instituto de Ciências Ambientais da Saúde, é o mais amplo e cientificamente rigoroso do gênero, tendo envolvido 4.399 crianças e adolescentes, de 6 a 16 anos de idade.Pela primeira vez uma pesquisa usou o nível de cotinina - um subproduto residual da nicotina - no sangue como indicador biológico de exposição à fumaça, e os resultados foram significativos.Os pesquisadores constataram claramente uma relação direta entre os níveis de cotinina no sangue e o baixo rendimento das crianças nos testes. Quanto mais cotinina, pior a performance nos testes.

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2005 | 11h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.