Fungo pode ser chave para eficiência de biocombustíveis

Cientistas decodificaram genoma de fungo que pode ajudar na produção de combustíveis usando lixo

Agências Internacionais

08 de maio de 2008 | 16h01

Cientistas norte-americanos podem ter encontrado a chave para uma produção mais eficiente de biocombustíveis, segundo a revista Scientific American. Em estudo publicado na revista Nature Biotechnology desta semana, os cientistas revelaram terem decodificado a seqüencia genética do fungo Tricoderma reesei, extremamente eficiente na produção de energia e que pode revelar importantes chaves para uma produção energética eficiente usando, até mesmo, lixo.   O fungo, mais conhecido por sua inconveniente ação destruindo roupas e tendas das tropas norte-americanas durante a Segunda Guerra Mundial, usa um número muito pequeno de genes para produzir as enzimas que lhe permitem se alimentar de celulose. Segundo os cientistas, isso indica uma grande eficiência na produção.   Eles esperam conseguir usar essa informação genética para conseguir informações sobre maneiras mais eficientes e baratas de quebra de celulose para produção de etanol. Nesse caso, a celulose poderia vir de plantas comuns e abundantes ou até do lixo, gerando biocombustíveis com ainda menos carbono.

Tudo o que sabemos sobre:
biocombustíveisgenética

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.