Ganhadora do Nobel retrata-se de pesquisa sobre olfato

Trabalho retirado trata do mesmo tema que levou Linda Buck a receber o prêmio em 2004

Associated Press,

06 de março de 2008 | 17h39

Uma ganhadora do Prêmio Nobel de Medicina ou Fisiologia  retratou-se de um artigo científico publicado em 2001 sobre o sentido do olfato. O estudo foi encabeçado por Linda Buck, ganhadora do Nobel de 2004 por "descobertas de receptores de odor e da organização do sistema olfativo".     Na edição desta quinta-feira, 6, da revista Nature, Linda e colegas dizem não ter sido capazes de reproduzir seus dados, e que encontraram inconsistências entre o artigo de 2001 e os dados originais do experimento.   "Perdemos, portanto, confiança nas conclusões informadas", escreveram os pesquisadores na revista.   O artigo descrevia detalhes de como o sistema nervoso do camundongo carrega sinais de olfato do nariz até uma região em particular do cérebro.   Linda, que fez o trabalho enquanto atuava na Escola de medicina de Harvard, mas que atualmente está no Fred Hutchinson Cancer Research Center, não atendeu aos pedidos de entrevista da Associated Press.   Mas disse à Nature, que destacou a retratação em sua seção de notícias, que inconsistências nos dados apareceram nos números fornecidos por um co-autor, Zhihua Zou, também em Harvard na época. Em nota, a Escola de Medicina informa estar revisando a retratação.   Zou atualmente trabalha na Universidade do Texas. Um porta-voz da instituição afirmou que o cientista não falaria sobre o assunto, mas que está ajudando na revisão dos dados por Harvard. "O dr. Zhou não reconhece nenhum malfeito e segue confiante nos resultados publicados", diz nota.   Ampliada às 18h20

Tudo o que sabemos sobre:
nobelolfato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.