Garota de 13 anos publica estudo sobre games

Uma garota de 13 anos se tornou a pessoa mais jovem a ter um estudo publicado na principal revista científica de medicina da África do Sul.Safura Abdool Karim entrevistou 120 ex-colegas de escola para um projeto científico que investigou se eles apresentavam problemas após jogar videogames e jogos de computador.Os sintomas descobertos foram bolhas e formigamento, especialmente no polegar, escreveu ela. Karim disse que a condição é semelhante aos sintomas de Lesões por Esforços Repetitivos (LER)."Embora a LER não seja algo novo, antes ela acontecia especialmente com adultos", disse ela. "Os computadores de hoje e os videogames estão criando novos problemas para as crianças.""Perda de tempo"O subeditor do South African Medical Journal, JP Van Niekerk, disse que o estudo será inserido no Índex Medicus, um registro internacional de estudos médico-científicos, "para que o mundo possa vê-lo e citá-lo"."Acho que é um estudo muito bom. Ele foi aceito por mérito, mas também acreditamos que ele seja bastante divertido."O estudo revelou que 28 dos 60 garotos e 17 das 60 meninas jogam regularmente jogos de computador ou videogame. Destes, oito garotos e sete meninas reclamaram de sintomas como formigamento, bolhas ou vermelhidão nos polegares.Karim disse que não gosta desses jogos por achá-los uma "perda de tempo".

Agencia Estado,

24 de junho de 2005 | 10h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.