Gasoduto Urucu-Porto Velho será discutido em Manaus

A construção de um gasoduto de 550 quilômetros para transportar o gás natural de Urucu, no Amazonas, a Porto Velho, em Rondônia, será objeto de uma audiência pública, amanhã, em Manaus. A reunião foi convocada pela organização não-governamental Amigos da Terra - Amazônia Brasileira para debater o projeto da Petrobrás, que está em fase de licenciamento ambiental.Segundo Roberto Smeraldi, diretor da Amigos da Terra, a entidade resolveu organizar o encontro em Manaus, porque as audiências públicas oficiais, que devem acontecer entre fevereiro e março, foram agendadas para locais de difícil acesso. Os ambientalistas questionam a escolha do gasoduto - parte do projeto Avança Brasil do governo federal - como opção de abastecimento para Porto Velho, sem uma discussão sobre outras opções possíveis, além do traçado da obra, que corta áreas ainda intocadas da floresta amazônica e poderia servir de rota para o avanço da fronteira de colonização de Rondônia rumo ao centro-sul do Amazonas.Estão previstas a participação na audiência de representantes da Petrobrás, do Ibama, do governo do Amazonas, além de comunidades e organizações não-governamentais da Amazônia.

Agencia Estado,

14 de fevereiro de 2002 | 16h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.