Geleira na Suíça é coberta para evitar que derreta

Funcionários de um resort de esqui na Suíça cobriram parte de uma geleira com um papel refletor para "protegê-la do aquecimento global". A fina camada cobre uma área de 3 mil a 4 mil metros quadrados.A geleira de Gurschen, cerca de 3 mil metros acima do nível do mar, está derretendo como outras ao redor do mundo e já afundou 20 metros nos últimos 15 anos, tornando os declives de Andermatt muito inacessíveis para esquiar."Achamos que se tornará uma prática comum cobrir partes das geleiras", disse Urs Elmiger, que participa do projeto.Muito dinheiroA proteção foi posta sobre uma rampa de neve que é construída no começo de cada estação, mas que derrete com a chegada do verão."É preciso muito trabalho, energia e dinheiro para reconstruí-la. Se um dia o derretimento aumentar, o custo de reconstruir a rampa será muito, muito alto", disse Elmiger.Cientistas afirmaram que a técnica pode preservar a neve em pequenas áreas, mas que não serve como solução para o problema do desaparecimento de áreas de gelo ao redor do mundo.Protesto"Pode ser útil localmente, mas seria totalmente ilusório - econômica e ecologicamente - cobrir completamente até mesmo uma pequena geleira", disse o geógrafo Wilfried Haeberli, da Universidade de Zurique, à agência de notícias Reuters.Pesquisadores da universidade dizem que 70% das geleiras na Suíça vão desaparecer nos próximos 30 anos em função do aquecimento global.Grupos ambientalistas protestaram contra a cobertura da geleira, alegando que medidas de longo prazo são necessárias."A solução é mudar para a energia limpa. Nós precisamos cortar os poluentes nocivos, como o CO2", destacou Martin Hiller, do grupo WWF International.

Agencia Estado,

11 de maio de 2005 | 10h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.