Gelo aumenta no interior de calota antártica

Pesquisadores da Universidade de Missouri, em Columbia (EUA), constataram que a camada de gelo vem ficando mais espessa na parte interior das calotas do leste da Antártida. Este fenômeno pode reduzir a velocidade com que o nível dos oceanos tende a subir em função do aquecimento global.Enquanto o gelo derrete aceleradamente nas bordas, no interior da chamada capa Leste Antártica foi constatado um aumento constante de massa entre 1992 e 2003. Curt Davis e seus colegas no estudo observaram uma área de 7,1 milhões de km quadrados, com ajuda de imagens de satélites.Segundo os pesquisadores, o ganho de gelo se deve provavelmente a um aumento nas precipitações, especialmente de neve. A compensação ao degelo em outras regiões deve ser suficiente para fazer com que a elevação do nível dos oceanos diminua de velocidade, de 1,8 milímetros por ano para 0,12 milímetros anuais.  mudanças climáticas

Agencia Estado,

23 de maio de 2005 | 15h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.