Gelo do Ártico volta a atingir a menor extensão do ano

Temporada reforça a forte tendência negativa da extensão do gelo sobre o mar no verão

da Redação,

16 de setembro de 2008 | 15h35

A cobertura de gelo sobre o Oceano Ártico parece ter atingido sua menor extensão deste ano, e o segundo menor nível já registrado desde o início das observações por satélite, dizem observações do Centro Nacional de Dados de Gelo e Neve da Universidade do Colorado, em Boulder (EUA).   Embora um pouco acima do mínimo recorde registrado em 16 de setembro de 2006, esta temporada reforça a forte tendência negativa da extensão do gelo sobre o mar no verão, durante os últimos 30 anos. O recorde de baixa anterior havia sido registrado em 2005.   Em março, quando o Ártico atingiu a cobertura anual máxima de gelo durante o inverno, cientistas da Nasa e do Centro de Dados informaram que o gelo mais grosso e antigo continuava a declinar. De acordo com dados de satélite, esse gelo perene costumava cobrir de 50% a 60% do Ártico, mas neste inverno caiu a menos de 30%.   O gelo perene é a camada que permanece congelada sobre o mar mesmo quando o gelo sazonal ao redor derrete, durante o verão.

Tudo o que sabemos sobre:
árticoefeito estufageloversão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.