Gêmeas tendem a ter menopausa mais cedo

Irmãs gêmeas têm até quatro vezes mais chances de chegar à menopausa antes de outras mulheres, segundo um estudo apresentado na reunião anual da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva em Montreal, no Canadá. O estudo acompanhou 1,7 mil gêmeas.Em alguns casos, apenas uma das irmãs foi afetada, como as gêmeas Melanie e Stephanie Yarber, que foram parar no noticiário quando uma delas doou tecido de ovário para a outra, que estava estéril. Depois do transplante, Stephanie Yarber, que entrou na menopausa aos 14 anos, teve um bebê.O professor Roger Gosden, da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, autor do estudo, disse que os especialistas esperam encontrar uma base molecular que explique a diferença entre as gêmeas."Isso nos ajudaria, pela primeira vez, a prever a quantidade de óvulos e nos daria uma idéia melhor de quando a menopausa pode começar", disse. Ele acredita que a menopausa prematura em gêmeas idênticas pode ter a ver com o processo de divisão dos embriões.Ele e outros cientistas da Universidade de Brisbane, na Austrália, e do hospital St. Thomas, em Londres, estudaram dados de 418 pares de gêmeas idênticas e 432 pares de gêmeas não-idênticas que chegaram à menopausa por causa de falência do ovário.Cerca de 1% das mulheres em geral chegam à menopausa aos 40 anos de idade, mas entre as gêmeas, este índice sobe para 5%. Aos 45 anos, mais de 15% das gêmeas já passaram pela menopausa, em contraste com apenas 5% do resto das mulheres.Como a taxa de menopausa prematura é semelhante entre as gêmeas idênticas e não-idênticas, os pesquisadores não acreditam que ela seja determinada apenas por genes.A ginecologista Margaret Rees, editora do jornal da Sociedade Britânica da Menopausa, disse que o estudo "é interessante, mas não é a história completa"."Há outras coisas que podem afetar a idade da menopausa, como o fumo. É importante que as mulheres estejam cientes do declínio da fertilidade conforme elas envelhecem."

Agencia Estado,

21 de outubro de 2005 | 13h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.