Gênero humano deveria incluir chimpanzés, diz pesquisa

Os chimpanzés estão geneticamente mais próximos dos homens do que dos gorilas ou outros símios e provavelmente deveriam ser incluídos no mesmo gênero a que pertence a raça humana, sugeriu uma equipe de cientistas. A idéia foi lançada por uma equipe de pesquisadores conduzida por Morris Goodman, da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Wayne, em Detroit.Atualmente, os humanos permanecem isolados no gênero homo. Já cães e lobos, por exemplo, pertencem ambos ao mesmo gênero, o canis. Goodman defende a idéia de que "nós humanos parecemos uma imitação levemente remodelada dos chimpanzés". Para o cientista, pessoas e chimpanzés compartilham 99,4% do DNA, a molécula que codifica a vida. O estudo será publicado na edição eletrônica de amanhã da revista Proceedings of the National Academy of Sciences.A equipe de Goodman não se referiu de maneira direta à evolução em seu trabalho, mas propôs que os humanos e os chimpanzés sejam considerados ramos de um mesmo gênero, devido a suas similaridades. A espécie humana, homo sapiens, é a única do gênero homo ainda presente na Terra. Outras, como o homo neanderthalensis, ou homem de Neanderthal, foram extintas ou assimiladas pelo homem moderno.

Agencia Estado,

19 de maio de 2003 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.