Geólogos acham ´zôo fossilizado´ na Grécia

Geólogos gregos descobriram um "zôo fossilizado" de 3 milhões de anos, contendo restos de rinocerontes, mastodontes, gazelas e mamíferos carnívoros pré-históricos perto da cidade de Grevena, no noroeste da Grécia.As descobertas incluem presas quase intactas de 4,39 metros de um mastodonte, uma espécie que precedeu os elefantes modernos, que podem ser as mais longas já desenterradas, disseram pesquisadores da Universidade Aristóteles de Tessalonica."Todas as evidências que examinamos sugerem que estas presas são as mais longas encontradas na Europa", reforçou Evangelia Tsoukala, professora assistente de geologia. "Contatamos o Guiness e esperamos uma resposta (mas) estamos confiantes de que o mastodonte de Grevena ocupará o lugar que merece no livro dos recordes."O mastodonte de Grevena tinha 4,5 metros de altura e pesava pelo menos 12 toneladas, segundo estimativa dos especialistas.

Agencia Estado,

21 de junho de 2005 | 12h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.