Gerador de oxigênio pára de funcionar em órbita

O gerador de oxigênio da Estação Espacial Internacional (ISS em sigla em inglês) parou de funcionar e a tripulação esta utilizando um sistema reserva poder respirar até que o equipamento seja reparado.Segundo o Centro Espacial Russo, não há uma situação de emergência para os astronautas. Um sistema reserva pode suprir o oxigênio por um período de três meses.O gerador não pode ser consertado em órbita e deverá ser trazido de volta à Terra no próximo veículo espacial (um ônibus ou uma sonda russa) que deverá chegar à Estação no começo de junho.A porta-voz do Centro Espacial, Vera Medvedkova, disse à Ansa que não se conhece a causa da avaria. Segundo especialistas, o defeito foi causado por um sensor que vinha funcionando mal.A situação enfrentada pela tripulação da ISS é idêntica a criada na finada Mir, em abril de 1997, quando os rusos Vasili Tsbliev y Aleksandr Lazutkinne o americano Jerry Linenger colocaram em funcionamento um gerador de oxigênio que funcionava mal. Este fato permite compreender o valor incalculável da experiência de 15 anos na Mir.A tripulação que se encontra a bordo, que é composta pelo russo Yuri Onufriyenko e pelos norte-americanosDaniel Bursh e Carl Walz, está na ISS desde 7 de dezembro e deverá permanecer até junho, quando será substituída pelos russos Valeri Korzun (comandante), Serghei Treschev (engenheiro de bordo) e a bioquímica norte-americana Peggy Witson, de 41 anos.

Agencia Estado,

16 de maio de 2002 | 16h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.