Gordinhos vivem mais do que os muito magros

Pessoas ligeiramente acima do peso tenderiam a viver mais do que quem é obeso ou está abaixo do peso normal, segundo uma pesquisa publicada na revista científica Journal of American Medical Association.O estudo feito pelo Centro Americano de Controle de Doenças analisou dados de três pesquisas americanas sobre saúde e nutrição realizadas nas décadas de 1970, 1980 e 1990.Os pesquisadores utilizaram o índice de massa corpórea (IMC), que é o peso dividido pela altura ao quadrado. A faixa de IMC de pessoas normais vai de 18,5 a 25, sendo que um índice acima de 30 caracteriza obesidade.Eles descobriram que pessoas com o IMC acima de 25, mas abaixo de 30, não teriam uma expectativa de vida menor. A maior expectativa de vida foi encontrada em pessoas com IMC de 25, na fronteira entre o peso ideal e estar acima do peso.Obesidade ruimOutra descoberta do estudo foi que o risco de morte ligado à obesidade diminuiu ao longo das décadas. Eles dizem que isso acontece porque as pessoas vêm adotando um estilo de vida mais saudável e contando com melhores recursos da medicina.Especialistas, entretanto, afirmam que o estudo apenas levou em conta a expectativa de vida das pessoas e não doenças relacionadas com excesso de peso."Não existe a menor dúvida de que ser obeso é ruim para você", diz William Cochran, nutricionista do Sistema de Saúde Geisinger, na Pensilvânia, Estados Unidos.

Agencia Estado,

22 de abril de 2005 | 13h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.