Gorilas são repatriados para Camarões

Um casal de gorilas das terras baixas, apreendido na Nigéria, está sendo repatriado, hoje, para Camarões, seu hábitat original. A espécie é naturalmente rara e está entre as mais ameaçadas pela caça para consumo da carne e comércio das mãos (usadas, empalhadas, como objetos de decoração), além do tráfico para o mercado de bichos de estimação. O transporte, de avião, foi providenciado pela embaixada do Reino Unido, Aliança dos Santuários Pan Africanos e Programa das Nações Unidas sobre Meio Ambiente (Pnuma), no âmbito do Projeto Sobrevivência dos Grandes Macacos. Eles serão levados para o Limbe Wildlife Centre, onde existem outros oito gorilas da mesma espécie.Brighter e Twiggy, como são conhecidos, foram capturados enquanto filhotes e contrabandeados através da fronteira Camarões-Nigéria, onde um comerciante da cidade de Kano os comprou como animais de estimação. Eles já têm cerca de 40 anos e se apresentam em bom estado de saúde. A apreensão só foi possível devido à intervenção direta do ministro de Meio Ambiente da Nigéria, Imeh Okopido, que em novembro passado concordou em integrar uma comissão mista Nigéria-Camarões para tentar coibir o tráfico de animais entre os dois países.

Agencia Estado,

23 de maio de 2003 | 10h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.