AFP
AFP

Governo confirma 94 líderes na Rio+20

Entre os presidentes que devem se pronunciar estão o da China e da França

Felipe Werneck e Tânia Monteiro, do Rio,

19 Junho 2012 | 22h30

 O governo brasileiro confirmou ontem a participação de 94 chefes de Estado e de governo na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. O primeiro a discursar nesta quarta-feira, 20, no Riocentro deverá ser o presidente do Paraguai, Fernando Lugo. A participação da presidente Dilma Rousseff na cerimônia de abertura, às 10 horas, que terá a presença do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, estava incerta até o início da noite de terça.

Dilma viajava ontem à noite da cidade de Los Cabos, no México, onde participou da cúpula do G-20, para o Rio. A chegada estava prevista para a madrugada. Dilma deverá presidir a cerimônia das 16 horas, no Riocentro, promovida pelo país anfitrião. Além de Lugo, falarão amanhã os presidentes do Irã e da França e o primeiro-ministro da China, entre outros 54 representantes de países, incluindo vice-presidentes, vice-primeiros-ministros, ministros e chefes de delegações. Cada um terá 5 minutos.

Às 9h45, haverá o discurso da neozelandesa Brittany Trilford. Estudante de 17 anos, ela ganhou um concurso internacional promovido por uma ONG com um vídeo de 3 minutos gravado em sua casa. “Vamos ser realistas. Nós estamos aqui para resolver os problemas que criamos como um coletivo, para garantir que tenhamos um futuro”, diz Brittany no vídeo. Será inevitável a comparação com o discurso feito há 20 anos por Severn Suzuki, de 12 anos, que marcou a Eco-92.

A ONU informou que foram entregues 38.442 credenciais para o Riocentro desde o início da Rio+20, incluindo 9.796 para delegações, 6.877 para ONGs e Major Groups e 3.351 para jornalistas. Inicialmente, falava-se em 50 mil participantes. A conferência termina na sexta-feira.

Mesas-redondas. Além da reunião de cúpula dos chefes de Estado, estão programadas várias atividades no Riocentro, chamadas Round Tables. Entre os participantes da primeira mesa, ministros, o diretor executivo do Programa das ONU para o Meio Ambiente (Pnuma), Achim Steiner, o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Pascal Lamy, e o diretor executivo da ONU Habitat, Joan Clos. 

Mais conteúdo sobre:
Rio-20 líderes governantes cúpula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.