Governo do Rio tratará água em cinco municípios

A governadora do Rio, Rosinha Matheus, anunciou hoje a liberação da água em alguns pontos dos rios Pomba e Paraíba do Sul para captação e tratamento pela Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae) em cinco dos oito municípios afetados pelo vazamento de resíduos tóxicos: Miracema, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Cambuci e São Fidélis. Com a medida, que começa a ser colocada em prática hoje, o abastecimento de água no Noroeste fluminense pode ser reiniciado segunda-feira.A decisão foi tomada com base em laudo da Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente (Feema), órgão do governo estadual. O detalhamento do resultado, porém, não foi divulgado. Nos três municípios do Norte fluminense, Campos, São João da Barra e Bom Jesus de Itabapoana, não é possível iniciar o tratamento porque o nível de oxigênio na água ainda é muito baixo e o de substâncias tóxicas elevado, embora esteja abaixo do indicado pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).Rosinha afirmou que o monitoramento da água continua sendo realizado de hora em hora e que a estratégia divulgada só vai ser cancelada caso chova na região ou ocorra um vazamento no reservatório da empresa mineira Cataguazes de Papel que apresenta infiltração. "Qualquer mudança em Minas altera a nossa decisão aqui.? Ela disse que a água dos dois rios permanece proibida para consumo de animais e para uso na irrigação.

Agencia Estado,

05 de abril de 2003 | 16h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.