Governo faz acordo com bancos para criar cotas de 10% para alunos do ProUni

O Ministério da Educação (MEC) e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) devem assinar hoje um acordo para que os bancos reservem até 10% de vagas de estágio a alunos do Programa Universidade para Todos (ProUni).

, O Estado de S.Paulo

28 Julho 2010 | 00h00

A entidade prevê, para o primeiro ano da parceria, uma média de 600 jovens estagiando por meio do acordo. "Estamos integrando forças com outros órgãos para promover a diversidade e ações afirmativas", disse Mário Sérgio Vascocelos, diretor de relações institucionais da Febraban. Segundo ele, o acordo envolve, além do MEC, as secretarias de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e de Políticas para as Mulheres.

A ideia é incentivar a inclusão de mulheres e negros, valorizar a diversidade no setor bancário, fortalecer os processos de administração e gestão de carreiras da mulher e proporcionar oportunidades de inserção no mercado de trabalho de homens e jovens negros que participaram do ProUni.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.