Governo vai cobrar do Ibama verba para compra de avião

O secretário estadual do Meio Ambiente, Liszt Vieira, encaminha nesta quarta-feira ao Ministério Público Federal representação contra o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O motivo alegado é a demora na liberação de R$ 2,9 milhões para a compra de um avião de combate a incêndios florestais. O secretário afirma que, por causa do atraso no pagamento, a empresa norte-americana Air Tractor, fabricante do avião, ameaça processar o governo do Estado.Até agora, o Ibama liberou uma parcela de R$ 1,2 milhão. O órgão se comprometeu a enviar o restante do dinheiro até outubro, mas Vieira considera o prazo insuficiente. Segundo o secretário, em abril, o Ibama garantiu que o avião estaria no Rio em dez dias.Enquanto um helicóptero pode transportar 450 litros de água, o avião da Air Tractor tem capacidade para 3.200 litros. Levantamento do Corpo de Bombeiros indica que 7.934 incêndios ocorreram no Estado no ano passado, 840 provocados por balões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.