Grama especial pode reduzir gás produzido pelo gado

Cientistas irlandeses estão estudando vegetal mais gorduroso e benéfico

Da BBC Brasil, BBC

29 de dezembro de 2008 | 12h42

Cientistas de uma universidade da Irlanda acreditam que um tipo diferente de grama poderia ajudar a diminuir a quantidade de gases produzidos pelo gado que dela se alimentar. Devido ao seu processo de digestão, o gado produz grande quantidade de metano, um gás relacionado às mudanças climáticas, e há anos pesquisadores têm buscado formas de diminuir o problema. Segundo os cientistas da University College, de Dublin, o uso de um tipo específico de grama, mais doce e mais gordurosa do que a grama comum, pode reduzir os gases e beneficiar também, indiretamente, a saúde humana. A abordagem, porém, ainda está em estágios experimentais e não há provas de que ela possa funcionar. "Embora a grama configure uma dieta de baixa gordura, nós podemos manipular o vegetal, e estamos trabalhando com diferentes culturas de grama neste momento", disse David Kenny, especialista em nutrição animal da universidade. "Certos tipos de gorduras podem melhorar a qualidade do produto (grama) e ao mesmo tempo reduzir a produção de metano. É uma situação em que todos ganham, o produtor (de gado) e o consumidor." Problema irlandês O problema do gás produzido pelo gado é particularmente grave na Irlanda, porque lá a maioria dos animais cresce se alimentando justamente de grama - um alimento que naturalmente aumenta a quantidade de metano liberado por eles. Nas pesquisas para resolver o problema, muitos cientistas acreditam que simplesmente dar aos animais um remédio especial pode resolver o problema. Entretanto, muitos na comunidade científica irlandesa são céticos em relação a isso. Outros cientistas têm procurado desenvolver novas raças de gado que se desenvolvem mais rápido e, dessa forma, emitem menos metano - já que suas vidas são mais curtas.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
gasesflatulenciavacasirlandagrama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.