Gripe aviária afeta mais quatro províncias do Vietnã

A gripe aviária gerada pelo vírus H5N1 estendeu-se por mais quatro províncias do Vietnã, situação que já afeta 17 das 64 divisões administrativas e principais cidades do país, informaram hoje fontes oficiais. Os novos focos foram detectados na região setentrional da nação: em Son La, fronteiriça com o Laos; Hoa Binh, a cerca de 75 quilômetros de Hanói; Thai Binh, a 110 quilômetros de Hanói; e Phu Tho, a cerca de 85 quilômetros a noroeste. As infecções confirmadas pertencem a pequenas granjas com aves que morreram entre os dias 8 e 16 de novembro. As autoridades de Son La lamentaram hoje que a campanha pública de vacinação das aves ainda não tenha chegado a essa província montanhosa. "Não vacinamos aves de granja na província porque não nos enviaram vacinas para isso", disse Nghiem Thi Vuong, do Departamento Veterinário de Son La. A preocupação em Hoa Binh radica no fato de que encontraram o vírus em cinco pardais, de acordo com Nguyen Van Gung, do Departamento Veterinário provincial. As autoridades sanitárias vietnamitas temem que a epizootia ganhe força com a chegada do inverno, dada a experiência que tiveram em 2004, quando a doença abrangeu 57 províncias. O primeiro-ministro do Vietnã, Phan Van Khai, anunciou nesta semana um fundo adicional de US$ 82 milhões para conter o problema, que até o momento matou 42 vietnamitas.

Agencia Estado,

18 de novembro de 2005 | 10h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.