Gripe aviária se espalha para mais 12 vilas na Ucrânia

O surto de gripe aviária na Ucrânia se estendeu a pelo menos 12 vilarejos na península da Criméia, onde outras dez vilas reportaram mortes de aves em massa. O presidente Viktor Yushchenko declarou estado de emergência e quarentena em três regiões da Criméia.Os primeiros focos foram descobertos no último dia 4 e, desde então, as autoridades sanitárias do país tentam conter a disseminação da doença, sem sucesso. As autoridades vão reter todas as aves domésticas em três das vilas afetadas e completar o abate sanitário até o fim da semana. Até agora 37,5 mil aves foram sacrificadas. Mais de 11 mil pessoas foram vacinadas contra a doença nos locais afetados, segundo o governo. Especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS) chegaram hoje ao país para examinar a situação e assistir o governo local nos esforços para conter a disseminação da gripe.Na sexta-feira, um laboratório russo confirmou que o vírus que tem afetado as aves ucranianas é o mesmo que dizimou milhões de aves na Ásia. O governo, entretanto, espera mais resultados de um laboratório britânico. As informações são da Dow Jones.   leia mais sobre gripe aviária

Agencia Estado,

12 de dezembro de 2005 | 19h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.