Grupo diz ter descoberto novo estado da matéria

Cientistas informam ter criado uma nova forma de matéria a partir de meio milhão de átomos de potássio resfriados quase ao zero absoluto, a temperatura mais baixa possível. Segundo os físicos responsáveis pelo estudo, trata-se de um ?gás fermiônico?, o que representa a sexta forma conhecida de matéria, junto com os sólidos, líquidos, gases, plasma e o condensado de Bose-Einstein, criado pela primeira vez em 1995.O feito, descrito na edição atual do periódico especializado Physical Review Letters, foi realizado por pesquisadores da Universidade do Colorado, em Boulder, e do National Institute of Standards and Technology, que juntos formam o laboratório JILA. "O que fizemos foi criar uma nova e exótica forma de matéria", disse a física Deborah Jin, coordenadora da pesquisa.A indústria provavelmente não terá uso para o gás fermiônico ainda por algumas décadas. A nova matéria, entretanto, poderá ajudar engenheiros a obter a supercondutividade, estado em que a eletricidade flui sem qualquer resistência, mesmo em temperatura ambiente. Seria uma revolução para a transmissão de energia elétrica - com maior velocidade e sem desperdícios -, assim como o funcionamento de computadores e outros sistemas eletrônicos.Os férmions representam uma classe de partículas subatômicas elementares que inclui os elétrons. Em condições normais, férmions se repelem entre si. Dois férmions idênticos não podem compartilhar um mesmo estado quântico. Em 16 de novembro, os pesquisadores do JILA usaram um laser para aprisionar uma pequena nuvem de átomos de potássio, resfriando-os a apenas 50 bilionésimos de um grau acima do zero absoluto (-273,16 ºC), reduzindo ao máximo a energia e a movimentação das partículas. Aplicando um campo magnético ao gás resfriado, os cientistas forçaram os átomos a criar um condensado, movendo-se num padrão único de onda.

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2004 | 20h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.