Grupo regulamentará APA de Botucatu

Um grupo de trabalho, integrado por membros dos nove municípios da Área de Preservação Ambiental (APA) Corumbataí-Botucatu-Tejupá, mais representantes da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, da Sabesp, da Fundação Florestal do Estado e oito representantes da sociedade civil, foi constituído para promover a regulamentação daquela área, e tem seu primeiro encontro marcado para o próximo dia 16, em Avaré. A oficialização do grupo aconteceu nesta quarta-feira, em fórum realizado em Botucatu, com a presença de 150 pessoas - autoridades, técnicos, ambientalistas e empresários - com a finalidade de buscar a criação de parâmetros para a região preservada.A APA foi criada no dia 8 de junho de 1983, por decreto do então governador Franco Montoro, abrangendo os municípios de Angatuba, Avaré, Bofete, Botucatu, Guareí, Itatinga, São Manuel, Torre de Pedra e Pardinho, mas até agora não dispõe de regulamento quanto a atividades florestais, mineração e outras atividades ligadas ao campo ecológico e ambiental.O prefeito de Botucatu, Mário Ielo (PT), disse que sem a regulamentação fica difícil para os municípios autorizarem atividades econômicas, aprovarem loteamentos e até mesmo para os órgãos técnicos do governo fiscalizarem atividades como a extração de barro para olaria, uso de agrotóxicos e outras atividades relacionadas ao manejo do solo, da flora e fauna.O governo do Estado iniciou por várias vezes os estudos para a regulamentação, mas as sucessivas trocas de equipes e governos impediram a conclusão dos estudos. Hoje, fala-se também da falta de recursos públicos para a finalização do plano de manejo.

Agencia Estado,

02 de abril de 2004 | 06h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.