Guarda acha produtos químicos na Serra do Japi

A Guarda Florestal de Jundiaí localizou, no fim da tarde de ontem, na Estrada da Terra Nova, na Serra do Japi - considerada uma reserva da biosfera -, 60 tambores com produtos químicos perigosos. O material foi abandonado no meio da mata, próximo de uma nascente. A Polícia Civil, a prefeitura e a Companhia Estadual de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) foram mobilizadas para a operação de análise e retirada desses produtos químicos do local. O gerente da Agência Ambiental de Jundiaí, o engenheiro Domênico Tremaroli, acredita que os resíduos pertencem a alguma indústria da região. Ele afirma que já tem algumas pistas de qual foi a empresa que descartou o material, transportado, provavelmente, em dois caminhões. "Eu vou aplicar multa gravíssima, de, no mínimo, R$ 100 mil ao empresário responsável", comentou o engenheiro. O técnico disse que foram coletadas amostras do material, para as análises que serão feitas em um laboratório. Ainda não é possível definir quais são os produtos, mas já se sabe que dentro dos tambores há material pastoso, corantes e borras. Um dos moradores da Serra do Japi, conhecido como Zé do Café, comentou que passa todos os dias pela estrada, com destino a Pirapora, e acredita que o material pode ter sido abandonado na mata durante a noite. Uma equipe especializada no transporte de produtos perigosos foi solicitada pela Cetesb, para realizar a transferência do material químico para um aterro localizado no Distrito Industrial de Jundiaí. O material deve ser levado para lá na manhã de hoje. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. Os responsáveis poderão ser indiciados por crime ambiental.

Agencia Estado,

05 de setembro de 2002 | 10h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.