REUTERS/Kimberly White
REUTERS/Kimberly White

Hawking pediu fórmula dos buracos negros em sua lápide

Cientista britânico teria ressaltado a ideia diversas vezes, de acordo com colega de profissão

ANSA

14 Março 2018 | 09h33

ROMA - Antes de morrer, o físico britânico Stephen Hawking desejou que sua fórmula matemática criada para calcular a energia emitida pelos buracos negros fosse descrita na lápide de seu túmulo.  A informação foi revelada à agência Ansa nesta quarta-feira, 14, pelo físico Remo Ruffini, diretor do Centro Internacional de Relatividade e Astrofísica (ICRANet), que ajudou na construção da fórmula.   

Segundo Ruffini, Hawking expressou esse desejo repetidamente "depois de um seminário que eu tinha realizado em Cambridge e fui convidado para jantar em sua casa junto com Roy Kerr", famoso matemático da Nova Zelândia.  Na ocasião, os outros cientistas responderam brincando que a fórmula não era só dele, mas de todos.

++++ 'Continue voando como o Super-Homem', diz Nasa em homenagem a Hawking

"Com sua ironia e sua serenidade Hawking foi um exemplo de uma vida única e surpreendente para mim", disse. Ruffini. "Uma das memórias mais vívidas é o sorriso nos olhos dele e o grande afeto entre nós que permeou minha vida em todos esses anos", finalizou o físico.

++++ Físico pop, Stephen Hawking fez participação em seriados, filmes e até músicas

Hawking faleceu na quarta-feira, 14, aos 76 anos de idade.  Ele foi um dos nomes de maior influências nos estudos do espaço-tempo, do Big Bang e dos buracos negros. O físico sofria de esclerose lateral amiotrófica (ELA).

Mais conteúdo sobre:
Stephen Hawking

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.