Ibama distribui peixes para instituições de caridade

Seis toneladas de Tambaqui e Pirarucu, espécies de peixes amazônicos protegidos por lei ambiental, foram apreendidas nesta quarta-feira no rio Solimões, nas proximidades do município de Iranduba, a 25 quilômetros de Manaus. Os peixes apreendidos foram imediatamente distribuídos entre 15 instituições de caridade do Estado e os infratores multados em R$ 63.200,00. Eles têm 30 dias para pagar.Desde o dia 1 de novembro do ano passado, com base na Lei do Defeso, três espécies de peixes não podem ser capturados nos rios amazônicos. A matrinchã, o tambaqui e o pirarucu encontram-se no período de desova e sua comercialização somente será permitida pelo Ibama após o dia 28 deste mês.Na apreensão de hoje, os peixes foram descobertos a bordo de dois barcos pesqueiros e um barco regional que navegavam pelo rio Solimões a caminho de Manaus. Os fiscais do Ibama, como sempre ocorre neste tipo de operação, encaminharam os peixes para as instituições de caridade. "Como os peixes já estavam mortos, não poderíamos permitir tal desperdício", explicou a assessoria de imprensa do instituto.

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2004 | 17h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.