Ibama flagra extração de minério em reserva ambiental

Agentes do Ibama no Pará apreenderam nesta sexta-feira um trator com pá carregadeira e uma caçamba, alugados pela Prefeitura de Santo Antônio do Tauá, que estavam operando dentro da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), extraindo minério sem autorização de órgão ambiental.A reserva, a 60 km de Belém, tem estudos sobre sua biodiversidade realizados pelo Museu Paraense Emílio Goeldi e vem sendo pesquisada pelo biólogo francês Pierre Jaussret, que identificou cerca de 300 espécies de borboletas na região - quantidade superior a todo o universo de espécies de borboletas existentes na França, de cerca de 230.O dono dos equipamentos, David Chagas Costa, alegou que estava trabalhando para a Prefeitura de Santo Antonio do Tauá. Ele foi multado em R$ 1,5 mil por destruir um hectare da área para retirada de minério.A proprietária da reserva, Iraci Corecha Jaussret, foi quem solicitou providências contra a extração mineral em suas terras. A RPPN de Santo Antonio do Tauá tem registro de autorização fornecido pelo Ibama e seus 27 hectares de mata nativa se mantêm preservados desde o início do século passado.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2004 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.