Ibama multa site por comércio ilegal de animais

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) autuou o site Mercado Livre por comércio ilegal da fauna silvestre. O site, que reúne ofertas de produtos comercializados por várias empresas, já havia sido advertido desde março.Desde então, o site passou a exibir uma mensagem em sua página eletrônica, eximindo-se da responsabilidade sobre os produtos comercializados, dizendo-se apenas hospedeiro das operações.Foram duas autuações do Ibama: uma de R$ 125 mil e outra de R$ 16,4 mil. Nas páginas, eram comercializados primatas, felinos e aves. Esta foi a primeira autuação de site feita pelo Ibama.Segundo a assessoria de imprensa do instituto, a equipe de fiscalização deverá fazer um acompanhamento constante das páginas dos sites devenda na internet a partir de agora.ColaboraçãoO Mercado Livre divulgou nota segundo a qual é o principal site de comércio eletrônico e único parceiro do eBay no Brasil. Diz que proíbe anúncios de animais silvestres e outros produtos e serviços ilegais ou que firam a moral e os bons costumes.?A empresa adota procedimentos de verificação esegurança para garantir a proteção às leis vigentes e vem se comunicando e colaborando com o Ibama sobre os anúncios apontados pelo instituto como ilícitos, mesmo antes da autuação?.O site disse, na nota, que enviou os dados cadastrais dos vendedores responsáveis pelos anúncios ao Ibama e solicitou que o mesmo o ajudasse a identificar os animaisde comercialização proibida no País, além de continuamente tirar este tipo de oferta do ar.?À época, o instituto mostrou inclusive sua admiração pela iniciativa e pela cooperação da companhia?, afirmou o site.

Agencia Estado,

29 de julho de 2004 | 18h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.