Ibama recebe veículos para combate a incêndios

Uma frota de 27 caminhões reforçará o combate aos incêndios florestais. O Centro Nacional de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Prevfogo) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) utilizará os veículos, principalmente, em unidades de conversação.O ministro do Meio Ambiente, José Carlos Carvalho, explicou que o governo não dispõe de um serviço de prevenção e combate proporcional à dimensão continental do Brasil: "Avançamos nas ações de combate a incêndios, mas eram baseadas no voluntarismo e amadorismo." Os novos veículos aumentam a capacidade do Estado no combate a queimadas, que devem intensificar-se a partir de agora, com a chegada do período de seca.Pintados de verde escuro e com a sigla Prevfogo impressa em amarelo, sete caminhões foram adaptados para percorrer terrenos acidentados. Equipados com guincho elétrico, gerador, motobomba portátil e capacidade de transportar 18 pessoas, esses veículos serão enviados às unidades de conservação situadas em áreas críticas de incêndios. Além dos caminhões, o Ibama recebeu mais 20 pick-ups cabine dupla, com sistema de rastreamento por satélite. Sete desses carros irão operar como Unidades Móveis de Combate. O restante servirá de transporte para coordenadores estaduais do Prevfogo, e à sede.Os caminhões, segundo o ministro, foram projetados para trafegar fora da estrada com maior eficácia, facilitando o acesso de uma brigada de bombeiros a áreas protegidas. O ministro quer tansformar o Prevfogo num centro de excelência, bem aparelhado para combater incêndios florestais em articulação com Estados, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Carvalho promete repetir as ações de prevenção desenvolvidas em Roraima, que segundo ele "permitiram reduzir de forma significativa as queimadas na região, no ano passado".

Agencia Estado,

18 de abril de 2002 | 17h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.