Ibama recebe veículos para combate a incêndios

Uma frota de 27 caminhões reforçará o combate aos incêndios florestais. O Centro Nacional de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Prevfogo) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) utilizará os veículos, principalmente, em unidades de conversação.O ministro do Meio Ambiente, José Carlos Carvalho, explicou que o governo não dispõe de um serviço de prevenção e combate proporcional à dimensão continental do Brasil: "Avançamos nas ações de combate a incêndios, mas eram baseadas no voluntarismo e amadorismo." Os novos veículos aumentam a capacidade do Estado no combate a queimadas, que devem intensificar-se a partir de agora, com a chegada do período de seca.Pintados de verde escuro e com a sigla Prevfogo impressa em amarelo, sete caminhões foram adaptados para percorrer terrenos acidentados. Equipados com guincho elétrico, gerador, motobomba portátil e capacidade de transportar 18 pessoas, esses veículos serão enviados às unidades de conservação situadas em áreas críticas de incêndios. Além dos caminhões, o Ibama recebeu mais 20 pick-ups cabine dupla, com sistema de rastreamento por satélite. Sete desses carros irão operar como Unidades Móveis de Combate. O restante servirá de transporte para coordenadores estaduais do Prevfogo, e à sede.Os caminhões, segundo o ministro, foram projetados para trafegar fora da estrada com maior eficácia, facilitando o acesso de uma brigada de bombeiros a áreas protegidas. O ministro quer tansformar o Prevfogo num centro de excelência, bem aparelhado para combater incêndios florestais em articulação com Estados, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Carvalho promete repetir as ações de prevenção desenvolvidas em Roraima, que segundo ele "permitiram reduzir de forma significativa as queimadas na região, no ano passado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.