IBGE: mortes violentas diminuem gradativamente no Brasil

A região Nordeste foi a única que registrou crescimento. Alta é puxada por Estados como Alagoas, Maranhão e Sergipe

Clarissa Thomé, de O Estado de S. Paulo,

30 Novembro 2011 | 10h00

RIO - Dados do Registro Civil 2010, divulgados nesta quarta-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que as mortes violentas têm diminuído gradativamente. Em 2002 a proporção era de 16,3% de mortes violentas para homens e 4,5% para mulheres. Em 2010, passou para 14,5%, em 2010, no caso dos homens e, 3,7%, no das mulheres. No ano passado foram registradas 1.112.227 mortes, das quais 992.275 naturais e 108.633 violentas.

 

A região Nordeste foi a única que registrou crescimento nesses 8 anos - passou de 13,4% em 2002 para 16,4% em 2010. A alta é puxada por Estados como Alagoas (15,9%), Maranhão (13,6%) e Sergipe (12,2%). Em São Paulo foram registradas 24.556 mortes violentas (9,3% do total de óbitos), em 2010. Esse índice era de 13,6% em 2003. No Rio de Janeiro, houve 9.120 mortes violentas, ou 7,3% do total de registros de óbitos. Sete anos antes, a proporção estava em 11,62%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.