Reprodução
Reprodução

Igreja católica tem queda recorde de fiéis

Censo do IBGE também mostar que evangélicos se desvinculam de igrejas

Luciana Nunes Leal e Clarissa Thomé,

29 Junho 2012 | 10h00

 Pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 29, pelo IBGE com novas informações do Censo 2010 mostram que o Brasil é um país cada vez menos católico, embora esta ainda seja a religião majoritária. Outro fenômeno é a pulverização das religiões evangélicas. Os evangélicos continuam a crescer, embora em ritmo menor que na década anterior, e agora estão distribuídos em várias igrejas ou simplesmente deixaram de ter vínculo com denominações específicas e se declararam apenas evangélicos.

O País teve queda recorde da população católica entre 2000 e 2010. A proporção caiu 12,2% : passou de 73,6% dos brasileiros para 64,6%. Em 1991, os católicos eram 83% da população. Em vinte anos, a população católica diminuiu 22%, ou seja, em proporção, a Igreja Católica perdeu mais de um quinto de seus fiéis.

Em números absolutos, a Igreja Católica perdeu quase 1,7 milhão de fiéis no País. O total de católicos caiu de 124,9 milhões em 2000 para 123,2 milhões em 2010. Entre 1991 e 2000, a queda na proporção de católicos também tinha sido elevada, de 11,3%, mas o número absoluto tinha aumentado.

Se o ritmo de queda da última década for mantido, em vinte anos os católicos serão menos da metade da população.

Mais conteúdo sobre:
censoIBGEreligiõescatólicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.