Igreja é 'corpo de Cristo' e não 'associação humana', diz papa

Para o pontífice a instituição não foi formada de idéias comuns ou uma soma de instituições locais

Efe

15 de outubro de 2008 | 16h16

O papa Bento XVI disse nesta quarta-feira, 15, que a Igreja não é uma "associação humana" nascida de idéias ou interesses comuns, tampouco uma soma de instituições locais, mas "o corpo vivente de Cristo no sacramento da eucaristia, no qual todos recebem seu corpo e se transformam realmente em seu corpo". O pontífice afirmou isto ante 30 mil pessoas que assistiram na Praça São Pedro à audiência pública das quartas-feiras, hoje dedicada ao apóstolo Paulo, cujo nascimento completa 2 mil anos em 2008. Bento XVI afirmou que a Igreja é um dos temas fundamentais do ensino de Paulo e destacou que o apóstolo, usando o termo grego "ekklesia", "que implica a idéia de uma assembléia convocada por um chamado, destaca o valor fundamental que Jesus Cristo tem para a igreja e a 'palavra' que anuncia". O pontífice também comentou a diferença feita por Paulo de Tarso entre "templo de Deus" e "casa de Deus". "Com o termo 'templo de Deus', atribui à Igreja as características de pureza e separação próprias do prédio sagrado, ao mesmo tempo em que se aplica a uma comunidade viva de fé o conceito de um espaço material cheio de presença divina", explicou o papa. "Com 'casa de Deus', Paulo se refere à Igreja como estrutura comunitária de afetuosas relações interpessoais de caráter familiar", acrescentou. Concluída a audiência, o papa cumprimentou os fiéis presentes em vários idiomas. "Que o ensino do apóstolo Paulo nos ajude a compreender melhor o mistério da Igreja, assim como a amá-la e cooperar responsavelmente em sua edificação. Que Deus os abençoe", disse Bento XVI.

Tudo o que sabemos sobre:
papa Bento XVIreligião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.