Igreja incluirá ensino sobre a Aids nas escolas de Togo

Inserção é apoiada pelo Programa para o Desenvolvimento da ONU; professores estão fazendo curso

Efe,

19 de março de 2009 | 18h37

A Igreja Católica em Togo anunciou nesta quinta-feira, 19, sua decisão de introduzir o ensino sobre o vírus HIV e da Aids nas escolas católicas secundárias do país, num projeto apoiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

 

Veja também:

linkBento XVI incentiva Igreja a se comprometer no combate à aids

linkCamisinha piora o problema da aids, diz papa rumo à África

linkVaticano defende posição do papa sobre camisinhas

 

Professores destas escolas católicas secundárias das sete dioceses de Togo estão recebendo esta semana formação sobre o tema em oficinas em Lomé, capital do país. Esses mestres passam por revisão da história da luta contra a Aids feita pela Igreja Católica no país e a motivação para o ensinamento do tema nas escolas.

 

Ao final dos trabalhos, os professores validarão o programa de ensino em cursos experimentais em escolas das arquidioceses de Lomé antes de estendê-lo às demais dioceses do país. "Elaboramos um manual compilando material didático sobre o HIV/Aids para introdução no ensino secundário e os professores vão continuar e adaptar ao nível das dioceses", falou a irmã Véronique Mendendji, coordenadora do setor de saúde da Igreja Católica em Togo.

Tudo o que sabemos sobre:
AidsHIVIgrejaDTSTogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.