Igreja italiana pede cuidados com a água

A Igreja Católica italiana exortou a população mundial para que cuide dos recursos hídricos, e advertiu que as guerras do século XXI serão travadas pelo acesso à água. "A água é patrimônio da humanidade e se não for aplicada imediatamente uma política responsável dos recursos hídricos, em 2020 três bilhões de pessoas estarão sem água", afirma um documento difundido hoje pela Conferência dos Bispos da Itália e pela agência Caritas.Nos últimos 30 anos, segundo o documento, os recurso hídricos sobre a Terra diminuíram cerca de 40% e a situação está condenada a piorar, por causa do crescimento demográfico e da contaminação. "A situação é alarmante e é necessário que a coletividade faça algo em prol da água, evitando desperdício e especulações sobre os serviços", acrescentou.Segundo os dados apresentados no informe, na África, 300 milhões de pessoas não têm acesso à água potável, nem de rede de esgoto. Também na Itália, um terço da população não tem um acesso suficiente à água tratada."Situações similares à africana ou à italiana são verificadas agora em um grande número de países e, segundo a maioria dos especialistas, será justamente o acesso à água a causa das guerras no século XXI", conclui o documento.

Agencia Estado,

23 de agosto de 2002 | 16h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.