Incêndio na Feema não destruiu documentos

O presidente da Fundação Estadual do Meio Ambiente(Feema), Paulo Coutinho, informou nesta terça-feira que o incêndio ocorrido no prédio onde fica a sede da empresa, em São Cristóvão, zona norte do Rio, ocorrido nesta segunda-feira, não afetou as áreas onde estão os processos para licenciamento ambiental.Os três últimos pavimentos do edifício de 18 andares foram os mais atingidos pelofogo, que começou no início da tarde desta segunda-feira e só foi controlado à noite.Segundo nota divulgada pela Feema, uma vistoria feita logo após o incêndio constatouque as chamas se concentraram na coluna principal, no hall dos elevadores, nãoalcançando ?os quatro eixos, áreas onde estão as salas com documentação eequipamentos, inclusive a presidência?.?A gente teve algum dano em duas salas no 14º andar e no 15º que ficam junto aohall dos elevadores, mas sem prejuízo para o licenciamento ambiental?, diz a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.