Prakash Singh / AFP
Prakash Singh / AFP

Índia lança com sucesso Chandrayaan-2, missão espacial à Lua

Ela está destinada a pousar no dia 6 de setembro um aparelho no satélite natural da Terra

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2019 | 06h54

SRIHARIKOTA, ÍNDIA - A Índia lançou nesta segunda-feira, 22, sua missão lunar Chandrayaan-2, destinada a pousar no dia 6 de setembro um aparelho no polo sul do satélite natural da Terra.  Há uma semana, o projeto mais ambicioso até agora da agência espacial do país teve que ser abortado na hora da decolagem.

Um foguete GSLV-MkIII, o lançador mais poderoso da Agência Espacial Indiana (ISRO), decolou às 14h43 (06h13 em Brasília) da plataforma de lançamento de Sriharikota, no sudoeste da Índia, segundo jornalistas da agência France-Presse que estavam no local.

O êxito da operação foi confirmado 17 minutos depois do lançamento, um alívio para a agência espacial indiana depois de uma semana difícil após ter tido que abortar a primeira tentativa.

"Este é o começo de uma viagem histórica da Índia para a Lua, com sua aterrissagem em um lugar próximo ao polo sul, para realizar experimentos científicos", disse o chefe da ISRO, Kailasavadivoo Sivan

O titular da ISRO também lembrou como a primeira tentativa, que tinha sido programada para a madrugada da segunda-feira passada, teve que ser suspensa por um problema no sistema do veículo de lançamento quando faltava apenas uma hora para a decolagem, algo que foi resolvido em 24 horas, segundo ressaltou.

Essa é a segunda missão de exploração lunar da Índia depois que sua versão anterior, o Chandrayaan-1, foi colocada na órbita lunar em novembro de 2008.

A missão pretende explorar o polo sul da superfície lunar e descobrir mais sobre a composição mineral do satélite e a presença de água. / AFP e EFE

Assista ao lançamento da missal espacial Chandrayaan-2

Tudo o que sabemos sobre:
Terra [planeta]Lua

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.