Indonésia anuncia oitava morte por vírus H5N1

O Ministério da Saúde da Indonésia anunciou nesta segunda-feira uma nova morte devido à gripe aviária, a oitava causada pelo vírus H5N1 no arquipélago. No entanto, a causa da morte precisa ser confirmada por um laboratório de Hong Kong, de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS).A vítima é um homem de 35 anos que morreu no sábado em um hospital de Jacarta, capital do país. O diretor de controle de doenças infecciosas do Ministério da Saúde, I Nyoman Kandun, disse que ainda estão investigando a fonte de contágio.A Indonésia é o terceiro país em número de casos fatais, depois do Vietnã (42) e da Tailândia (13), enquanto no Camboja houve quatro mortes.Aves na ChinaNa China, o Ministério da Agricultura confirmou dois novos focos de gripe aviária em aves, um na região da Mongólia Interior, ao norte do país, e outro na província central de Hubei. Com isso, sobe para 21 o número de focos neste ano, 15 deles detectados no segundo semestre.Em nota oficial, o ministério informou que a morte de 176 frangos, patos e gansos no condado de Morin Dawa da Mongólia Interior, como conseqüência do vírus H5N1, foi confirmada por um laboratório oficial.Outro foco do mesmo vírus também causou a morte de 3.500 gansos em um pólo de desenvolvimento na cidade de Shishou, na província de Hubei.No ano passado, a China registrou cerca de 50 focos de gripe aviária, mas nenhum caso em humanos. Já em 2005 foram registrados dois casos confirmados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), um deles que acabou na morte de uma mulher de 24 anos que estava grávida.A OMS reconhece 67 mortes de pessoas devido à doença no mundo todo, e 130 casos de infecção - no Vietnã, Tailândia, Camboja e Indonésia.   leia mais sobre gripe aviária

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.