Inovação acontece no chão de fábrica

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deverá investir mais em inovação, acredita Roberto Nicolsky, diretor geral da Sociedade Brasileira Pró-Inovação (Protec). ?O presidente foi um operário, saiu da indústria e sabe que a inovação ocorre no chão de fábrica. Ele mesmo deve ter dado sugestões de inovação quando era operário?, diz. Para Nicolsky, o novo governo vai perceber o fato de que as empresas precisam receber investimentos para inovar seus produtos, e não vai centralizar os recursos apenas nas universidades e centros de pesquisa. Estas trabalham prioritariamente na pesquisa científica com o objetivo de formar recursos humanos e promover o avanço do conhecimento.?Lula vai superar essa limitação, porque ele quer exportar para gerar mais emprego e mais renda?, afirma. ?E só pela via da inovação vamos tornar nossos produtos competitivos?, completa. Nicolsky destaca ainda que os investimentos na inovação geram empregos mais qualificados para o País. ?Lula não pode errar. Há 35 anos o Brasil tenta fazer tecnologia e não consegue?, comenta.

Agencia Estado,

30 de outubro de 2002 | 13h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.