Inpa vai apurar denúncia contra primatólogo

?Não se pode ser leviano. Nós vamos, primeiro, ouvir e apurar os fatos. Vamos avaliar onde houve o ruído, pois ele não é um biopirata. Todo material que ele colhe, deposita aqui no Inpa?. Assim o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Marcus Barros, resumiu sua posição sobre a autuação do primatólogo Marc von Roosmalen, pesquisador do instituto, por estar de posse de quatro macacos sem licença de coleta científica.O pesquisador foi multado em R$ 5 mil e teve os animais apreendidos pelo Ibama e o caso é objeto de um inquérito enviado ao Ministério Público nesta terça feira, 16 de julho.Barros instaurou nesta quarta-feira uma comissão de sindicância para apurar as denúncias contra Roosmalen e assegurar a ele o direito de defesa. Também confirmou que o primatólogo é pesquisador concursado no Inpa e não visitante, conforme foi divulgado pelo Ibama de Manaus.

Agencia Estado,

17 de julho de 2002 | 21h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.