Invenção permite recarregar celular com calor corporal

Processo de fabricação destes geradores é dez vezes mais barato que o do modelo mais comum

Efe,

16 Setembro 2009 | 17h23

Recarregar o telefone celular com o calor do corpo de uma pessoa pode se tornar realidade muito em breve graças a uma invenção que venceu nesta quarta-feira, 16, o prêmio Swisselectric Research Award 2009, concedido pelas companhias elétricas da Suíça.

 

O inventor, Wulf Glatz, um cientista de 35 anos da Escola Politécnica Federal de Zurique, uma das mais tradicionais da Europa, desenvolveu um gerador que transforma o calor em uma corrente elétrica.

 

Para isso, utiliza a diferença de temperatura entre a fonte de calor e a do ambiente, o que não gera emissões de gases poluentes.

 

Estes geradores podem ser instalados, por exemplo, nos apartamentos, para produzir eletricidade através do calor emitido pela calefação central.

 

Do mesmo modo, poderiam alimentar a parte eletrônica de um automóvel graças ao calor do motor, o que renderia uma economia de 10 % de combustível.

 

Além disso, o processo de fabricação destes geradores é dez vezes mais barato que o do modelo mais comum.

 

O Swisselectric Research Award premia o ganhador com 25 mil francos (pouco mais de 43 mil reais), e reconhece a cada ano o trabalho de um cientista que tenha contribuído para o avanço de pesquisas sobre eletricidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.